Pr. Cyro Pereira do Lago

Pr. Cyro Pereira do Lago na sua juventude.

Cyro Pereira do Lago nasceu na cidade de Presidente Prudente, no estado de São Paulo, no dia 16 de janeiro de 1936. Filho de Mário Pereira do Lago e Dona Liziria M. do Lago, Cyro veio de uma família evangélica há pelo menos quatro gerações, pois seus avós, que imigraram da Suíça, já eram presbiterianos.

Educado nas mais rigorosas tradições calvinistas e tendo freqüentado a escola dominical desde criança, tinha a semente do evangelho profundamente enraizada em seu coração, mas só veio a converter-se em dezembro de 1954 e já no ano seguinte começou a freqüentar a Cruzada.

Sua fé foi despertada ao ouvir a mensagem de um missionário americano na Igreja Presbiteriana da Vila Mariana, em São Paulo, logo desejou seguir a Cristo e passou a frequentar a Cruzada na Barra Funda pois sentia a necessidade profunda de algo mais vivo e dinâmico em sua vida espiritual do que as tradições calvinistas.

Participou de vigílias e orou muito, estudando a Bíblia e comparando doutrinas foi crescendo em sua fé. Desejoso de trabalhar para Cristo começou a pregar pelas praças de São Paulo e a distribuir folhetos, juntamente com outro grande companheiro, José Pires Camargo. Juntos fundaram uma congregação em Vila Carolina, um bairro da capital paulista, que hoje é uma igreja.

Cyro não se deixava levar pela conversa de ninguém. Estudava a Bíblia de 4 a 5 horas por dia e orava muito. Antes de ser chamado para o ministério, presidiu a mocidade em 1957 e foi professor da Escola Bíblica Dominical, auxiliando o pastor Orlando Galzo no interior do estado.

Ingressou no Instituto Bíblico Quadrangular em janeiro de 1958, mas ainda não se sentia chamado para o ministério. Certo dia, num retiro espiritual dos alunos em Franco da Rocha, no estado de São Paulo, ouviu o chamado de Deus. Dias depois em uma vigília na igreja tornou a ouvir a mesma voz, que foi confirmada pela visão de uma irmã que o via pregando em um lugar de nome Itapetininga. Num local distante dali o obreiro que abrira a obra em Itapetininga teve a mesma visão.

Quando a irmã que tivera a visão lhe falou que Deus o estava chamando para ir a Itapetininga ele não aceitou a ideia de imediato, preferiu ser cauteloso. Trabalhava num escritório em São Paulo, um emprego muito bom, estudava no Instituto Brasileiro de Mecanografia e tinha também a profissão de protético. Entretanto, orando a noite, lembrou-se que Deus o havia libertado de muitos pecados e vícios e que ele havia prometido fazer a Sua vontade. Sendo assim decidiu atender ao chamado iniciando seu ministério em Itapetininga, onde permaneceu por quatro anos, sendo elevado à categoria de superintendente regional.
Ativo no ministério da IEQ desde 21 de junho de 1958, ele colaborou na abertura das obras em Tatuí, Gramadinho, Capão Bonito, Buri, Itaberá e muitas outras, fundou igrejas nas cidades de Itapetininga, Cosmópolis, Iracemapolis e diversas outras obras na região de Limeira. Casou-se no dia 22 de dezembro de 1962 com a pastora Ozaide Cabral do Lago, na cidade de Joinvile, no estado de Santa Catarina. Depois de casado ele permaneceu mais três anos e meio em Itapetininga, onde nasceram seus filhos Ciro e Raquel (em memória), e infelizmente sofreram ali um grande choque, com o falecimento da pequena Raquel.

Foi transferido em junho de 1965 para a cidade de Paranaguá, no estado do Paraná e em 1970 foi novamente transferido, dessa vez para a cidade de Limeira, no estado de São Paulo, onde permanece até hoje. Assumiu a obra naquele local no dia 1º de agosto, em substituição ao pastor Ismael Pereira do Lago, que estava de saída para Porto Alegre, e as bênçãos naquela igreja têm sido extraordinárias.

Mantendo um bom programa no rádio com o nome de “Visita ao Seu Lar”, Cyro iniciou uma reunião um dia por semana à tarde. A igreja cresceu de maneira assustadora. Construíram muitos templos na cidade de Limeira, dentre eles o Centro de Oração Emaús, a Catedral da Graça e a Catedral Ebenézer com capacidade para mais de 7000 pessoas.

Ativo, dedicado, empreendedor, assim se define o ministério do pastor Ciro. Ele mesmo diz de sua conversão e experiência no ministério:

“Comecei a freqüentar a Igreja do Evangelho Quadrangular na Barra Funda no ano de 1955, onde fui batizado nas águas e no Espírito Santo. Dediquei minha vida em tempo integral no ministério em 21 de junho de 1958 e na época, como jovem pastor iniciante no ministério, necessitava de uma liderança firme para inspirar confiança na IEQ, principalmente pelo abalo causado pelo afastamento do Rev. Willians e posteriormente com a saída do Rev. Geraldino dos Santos para o Brasil Para Cristo. Nesta situação o Rev. Faulkner liderou a IEQ com muita prudência e sabedoria, nos enormes debates em convenções, visitando e fortalecendo os pastores, foi o líder que precisávamos. Eu vivi os momentos mais delicados que a IEQ atravessou e presenciei como o Rev. Faulkner deu prova de ser um líder por excelência, visto que assumiu a presidência em um momento muito delicado conseguiu contornar os problemas e ganhou a confiança do ministério e nos anos que permaneceu conosco fez com que a IEQ aprofundasse suas raízes em nosso país”.

Como pastor da “antiga escola” Cyro gostava de por mãos ao trabalho e era comum encontrá-lo nas construções, supervisionando os pedreiros e marceneiros ou realizando algum dos trabalhos.

Ocupou as seguintes funções administrativas: superintendente regional, vogal do CND e vice-presidente do CND. Bacharel em direito, Reverendo e Pastor da Quadrangular de Limeira. Escreveu um livro, “O Chamado”, onde conta detalhes de sua caminhada com Deus ao lado de sua família.

Pastor Cyro, como gostava de ser chamado, veio a falecer em 29/08/2015 deixando um legado para a igreja, família e sociedade. Sua unção, seus atos de sabedoria, fidelidade a Deus e integridade ficarão marcados para sempre em nossos corações.